sexta-feira, 7 de junho de 2013

Shirle de Moraes tenta ser Elis Regina em disco de estreia


Shirle não vingou como cantora
Shirle de Moraes saiu desses programas de realitys que procuram novas candidatas a posto de estrela da MPB e não conseguiu projetar sua carreira até hoje. Diferentemente do que aconteceu com a cantora Roberta Sá, que estivera no mesmo programa e que está com discos sensacionais na praça, Shirle de Moraes tentou, tentou e ainda continua tentando um lugar ao sol. Mas o fato é que ela canta até que razoavelmente bem, mas não ao ponto de estar entre as melhores. Na cola e nos rastros de Elis (gaúcha como Shirle), a cantora surgiu com um disco recalcado e pautado principalmente nas regravações, o que já foi um erro mortal, pois mexeu com o repertório de Elis Regina. Poucas cantoras conseguem fazê-lo com maestria e mesmo Shirle sendo uma novata, o resultado é mais ou menos. Não dá para ouvir todo o disco e mesmo inspirado, não consegui ir até o final. E olha que o disco foi lançado lá pelos anos de 2005.
Shirle poderia ser melhor. Mas não é. Tenta ter uma carreira igual ao de Elis e para isso, faz trejeitos, grita histriônicamente e faz malabarismos pueris para tentar se parecer com a maior cantora do Brasil. Não por acaso, seu disco de estreia carrega o nome da música de Milton Nascimento, Nada Será Como Antes, que Elis adorava.  O repertório da cantora é ousado e, aos vinte e sete anos, Shirle foi contratada pela Sony para lançar seu primeiro disco.
Nada menos do que oito das doze faixas do discos é calcado no cancioneiro da Pimentinha gravados nos anos de 1970 e 1980. O que chama a minha atenção é que Shirle de Moraes (que por vezes pensamos se tratar de uma família do poeta Vinicius de Moraes) não só persegue, como também copia todos os passos que Elis dera em vida, como cortes de cabelos, roupas e maquilagens.
No dia em que Shirle de Moraes assumir uma identidade própria e não se ofuscar na imagem de uma grande artista, sua carreira poderá deslanchar sem medo de encarar um público ansioso por novas vozes. Shirle tem capacidade e potencial para ser ela mesma, uma cantora jovem e que pode ter um repertório a sua altura. Por enquanto, Shirle é apenas uma imitação imperfeita de uma das maiores cantoras do Brasil.

Nada Será Como Antes - Shirle de Moraes
Nota 3
Marcelo Teixeira

3 comentários:

Anônimo disse...

Shirlei é uma baita cantora!Nem sempre o sucesso é q "diz" do talento, e do potencial vocal
!!Ridículas as colocaçoes!Quem conhece um pouco da tragetoria desta cantora,nao se importa se ela é,está ou nao está na mídia e sim com a sua garra,sua presença, sua arte,sua voz q encanta aos ouvidos!!!!

Daniel Varela Salvador disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelo Teixeira disse...

Infelizmente, quando criticamos algo ou alguém que não acrescenta em nada em nossa vida, os que gostam deste alguém ou desse algo acabam perdendo as estribeiras e colocam esse algo ou alguém acima de tudo e até de deus. Sendo assim, meu trabalho puramente é criticar e sendo assim, critiquei o trabalho de Shirle de Moraes simplesmente por ser... ruim! Queiram ou não, meus artigos conseguem ultrapassar fronteiras, indo parar em países distantes em que brasileiros buscam refúgio para estarem dentro da brasilidade. Shirle de Moraes poderia ser melhor e mais completa se fosse mais ela e não mais uma Elis. Lamentável é ela que canta e não para mim, que apenas critico. Marcelo Teixeira.